“A mais bela profissão de fé é aquela que, como um raio, dissipa as trevas da sua alma.” (Padre Pio de Pietrelcina)

São Jorge, o santo guerreiro

materia

São Jorge, santo católico comemorado no dia 23 de abril, é padroeiro de Portugal, Inglaterra e Catalunha. É padroeiro de todos os soldados, escudeiros e todos aqueles ligados às ordens militares.

Quem é São Jorge?

São Jorge, do século V d.C., é um santo militar, porque era romano. Diante da perseguição do império romano Diocleciano aos cristãos, Jorge não suportou ver tantos martírios; e a população que estava sendo martirizada não negava Jesus Cristo.

O soldado Jorge, olhando para a questão do martírio e vendo-se diante da morte dos cristãos, decidiu ser cristão e aceitou a Jesus Cristo. São Jorge foi martirizado na Palestina, em 303, e decapitado. A partir da morte de São Jorge, muitos cristãos começaram a ser devotos dele.

Por que, no Brasil, São Jorge é associado a outras crenças?

Porque, como ele é um santo guerreiro, atribui-se a São Jorge a vitória na luta contra um dragão. Porém, é preciso ficar claro que o dragão simboliza as paixões mudanas e também o próprio satanás.

Qual a relação de São Jorge com o dragão?

Muitos diziam que São Jorge, por ser um guerreiro, iria vencer o mal e libertar as pessoas do demônio, ou seja, o do dragão. Essa luta do santo com o dragão simbolizava que Jorge podia ser invocado como intercessor para vencer o inimigo, aquele que ataca as nossas paixões, que quer nos levar à perdição.

No Novo Testamento, o Apocalipse ressalta que o dragão perseguiu a mulher [Nossa Senhora] e a Igreja; São Jorge veio combater esse dragão para proclamar o nome de Cristo.

O São Jorge que a Igreja Católica invoca e pede por sua intercessão é aquele que foi martirizado pelo nome de Jesus Cristo.

Não há mal nenhum pedir a interseção de São Jorge, pois ele é santo católico, ele é mártir. Assim como ele deu seu sangue como os outros mártires da Igreja Católica, precisamos também pedir a sua interseção, mas, em primeiro lugar, temos de rezar.

Fonte: Canção Nova

Os comentários estão desativados.